Natal

#89 – Atrasado

Pois é, gente. Sabia que não conseguiria postar todos os dias. A culpa é do final de semana, que foi muito bom, porém muito corrido, então vou destacar os pontos altos porque são 15 pras 2 da manhã e eu deveria estar arrumando mala e deixando minha casa em ordem. Amanhã (ou hoje, dependendo de quando você ler isso) eu viajo pros EUA pra passar o Natal na casa da minha mãe e para ir ao casamento da minha prima Laura.

Voltando ao post…foram dias emocionantes, os últimos. O Academia da Voz foi convidado para abrir as festividades de Natal na cidade de Holambra na quinta à noite. A secretária de cultura da cidade fez contato comigo, marcamos a data, e estava tudo certo. Nós sairíamos às 19h na quinta-feira. Só que aí começou a chover. Forte. Tão forte que a gente ficou esperando dentro do carro aguardando notícias da prefeitura de Holambra.

Com Tatati, Gabro, Dinan e Biel, esperando a chuva passar

Com Tatati, Gabro, Dinan e Biel, esperando a chuva passar

Por fim, recebi uma ligação me informando que o evento em Holambra havia sido cancelado por conta do mau tempo. Agora precisaríamos avisar aos coristas que estavam aguardando nos residenciais e em outros lugares. A maneira mais eficaz foi correr que nem uns loucos pelos quatro cantos do campus. No final de tudo:

Enfim, há alguns dias, eu postei sobre o Mutirão In Concert, que teve como convidada especial a tia Sonete. A semana foi uma loucura porque além de tudo que eu tinha pra resolver de final de semestre e afins, e só tivemos dois ensaios com o Coral UNASP pra aprender as músicas nas quais iríamos participar com a minha tia. No fim deu tudo certo. O programa foi ótimo. Nostalgia pura. Ela resgatou umas músicas antigas, cantou algumas mais recentes, participou com alguns cantores do UNASP, e todos louvaram juntos. Foi uma benção.

Domingo foi a festa surpresa de aniversário do Matheus. Ele faz aniversário no final de dezembro, e nunca comemora com os amigos por conta das férias. Eu sei o que ele sente. Meu aniversário é no meio de janeiro. Estou sempre sozinho. Onde estão os violinos? Enfim, a Rayane, que é namorada do Matheus, se compadeceu de seu digníssimo e organizou uma festa simplesmente ótima pra comemorar os 23 anos do nosso amigo. Abaixo, algumas fotos:

Enfim, resumindo foi isso. Vou tentar dormir umas poucas horas e finalizar as minhas arrumações amanhã (ou hoje).

Boa noite.

Anúncios

#87 – Música

Eu amo música de Natal. Pra mim, quando chega outubro, eu já começo a escutar. Quando chega dezembro, então, nem se fala.

O post de hoje é dedicado a alguns discos de Natal que tenho escutado nos últimos anos e que resolvi recomendar pra você.

PTXmas do Pentatonix. Quem me conhece sabe o quanto eu admiro esse grupo. Eles são super criativos e cantam MUITO. Eles lançaram a edição de luxo do EP de Natal deles e vale a pena. Compre aqui.

Esse aqui todos tem que ter. É a Bíblia musicada de A a Z. Não é um disco de se ouvir só no Natal, mas com certeza é um que não sai do meu celular. Compre aqui.

Ando meio que amando esse aqui. Pra quem gosta de música de Natal com uma pegada mais ‘pop pianística’, esse aqui é ótimo. Ele fez algumas regravações, mas as originais dão um show a parte. Muito bom, mesmo. Compre aqui.

Depois que você conseguir superar essa capa HORRENDA, foque na música. Muito bem orquestrado, repertório muito bem escolhido, e ela cantou muito bem. Você consegue comprar aqui.

A mais recente descoberta. Gosto muito dos discos do Brandon Heath e esse também é muito legal e vem com algumas doses de bom humor. Esse você compra aqui.

O último da lista é um EP de 5 músicas. Só releituras, e muito bem executadas. A voz do Michael Tait é algo fora desse mundo. Muita energia nesse disco.

São essas as minhas dicas pra esse fim de ano. Se você ouviu algum e curtiu, comente aí embaixo. E se você tem algo pra indicar, comente também. Vou curtir muito ler a sua opinião.

Boa noite.

#86 – Entrando No Clima

Hoje comecei as compras de presentes. Acho que a ida ao shopping levemente me inspirou a decorar pelo menos um pouquinho a minha casa pro Natal. Como viajo pra casa da minha mãe nos EUA em uma semana, não me empenhei muito. Apenas o suficiente pra dar um clima de Natal por aqui.

Processed with VSCOcam with x4 preset

Agora estou na vibe de Natal.

Outra coisa, isso apareceu nas minhas inscrições do YouTube hoje, e resolvi compartilhar com vocês, porque essa é uma das minhas músicas preferidas de Natal e eu amei esse arranjo.

Até amanhã!

#79 – Natal, Feliz Natal

Natal é expectativa.
Natal é correria.
Natal é comida.
Natal é família.
Natal é saudade.
Natal é celebração.
Natal é esperança.
Natal é Jesus.

“Um filho nasceu – para o nosso bem! Um filho foi dado de presente – a nós! Ele vai assumir o governo do mundo. Seu nome será: Conselheiro Maravilhoso, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe de Bênção Plena.” (Is 9:6 MSG)

Que no meio de toda a expectativa, correria, comida, família e saudade, nós lembremos o principal motivo dessa celebração: a esperança que nasceu quando Jesus veio a este mundo.

Feliz Natal a todos vocês.

#78 – Enfim de Férias

Estou de férias. Nem acredito. O semestre foi repleto de atividades, e mesmo amando meu trabalho, é bom tirar um tempo pra não fazer nada.

Estou na casa da minha mãe e padrasto aqui no norte da Virgínia, perto de Washington, DC. A viagem pra cá foi relativamente tranquila, a contrário de tudo que antecedeu a viagem. No dia em que viajei, o Academia da Voz se congregou no estúdio Mosh para gravar a segunda etapa do vocal do projeto Herói da Fé. Pra quem não sabe do que se trata, tem um post do Lineu no site do Novo Tom que esclarece tudo e pode ser conferido aqui. Voltando ao assunto, a gravação se deu na quarta-feira. Isso quis dizer que tive que deixar tudo (mala, casa, etc) arrumado na terça à noite. Madruguei na quarta para finalizar tudo e subi pro colégio. Tinha marcado com a empresa de ônibus para que o motorista chegasse às 7 da manhã para sairmos às 7:30. Devido a uma falha de comunicação dentro da empresa, fomos sair às 8:30 da manhã. Isso já não estava contribuindo para o meu bom humor, mas Deus é bom e a gravação rendeu tão bem que encerramos uma hora mais cedo do que estava previsto.

Abaixo, uma foto da gravação:
mosh

Gravações encerradas, fomos comemorar da melhor forma: comendo. Fomos a uma pizzaria pertinho do estúdio, e de lá, me despedi de todos e segui rumo ao aeroporto de Guarulhos.

Nove horas depois de embarcar, cheguei em Washington e minha mãe já estava me esperando. Na quinta e na sexta ficamos por conta de compras pra casa e pro almoço de sábado.

No sábado, fui pra BR1 onde cantei “O Pior do Homem” com a Laura e “Por Que Deixá-Lo a Esperar” com Coral Jovem de Washington.
br1

Voltamos da igreja e preparamos o almoço, que ficou por conta minha, da minha mãe e da Laura.

O cardápio:
Salada verde com cranberries, blueberries e nozes carameladas
Salada de pimentão com alcachofra
Risotto de alho poró
Salmão grelhado com alcaparras
Frango ao molho cremoso de mostarda

Foi tanto empenho na parte salgada da refeição que tivemos que nos contentar com isso:
javachip

Não achei ruim, não vou mentir.

Contamos com a presença das amigas Raquel e Ive Fonseca aqui em casa no final de semana. A Ive eu conheço desde a época do IASP, e a família Fonseca sempre foi muito especial. Saímos pra almoçar no Cheesecake Factory no domingo.
cheesecake

Enfim, foi um fim de semana muito agradável e um ótimo começo para as minhas férias.

Espero que os meus 7 leitores tenham uma semana excelente e abençoada.

PS.: Como já estou COMPLETAMENTE no clima Natalino, nada mais justo que o blog também refletisse essa alegria, né? Rsrsrs

#26 – Música de Natal

Eu AMO música de Natal. É uma das coisas que eu mais amo na época do Natal. Eu sou daqueles que já começa a escutar músicas de Natal no início de dezembro. Às vezes, chego ao ponto de me pegar ouvindo uma música ou outra de Natal no meio do ano. Eu gosto muito, mesmo. Esse post é dedicado a alguns dos meus discos prediletos de Natal. A maioria deles tem valor sentimental, pela nostalgia que eles proporcionam. Não sou saudosista, mas me fazem lembrar de ótimos momentos natalinos.

Acho que com esse disco, eu comecei a prestar atenção em músicas de Natal, apesar de ser uma releitura do oratório de Handel. Pra mim, esse disco e o VHS ao vivo que acompanha sempre me lembrarão dos encontros em família. A gente SEMPRE assistia ao vídeo desse projeto. Até hoje, eu me arrepio quando ouço “Surely He Hath Borne Our Griefs” (Steve Green, Larnelle Harris e Michael English), “For Unto Us A Child Is Born” (Bebe & Cece) ou “The Trumpet Shall Sound” (4HIM). O som é bem início da década de 90, mas vale muito a pena. Você pode adquirir o CD aqui e o VHS aqui.

Esse disco acompanha o The New Young Messiah. É basicamente uma compilação de músicas conhecidas de Natal interpretadas pelos artistas cristãos que estavam no “auge” de suas carreiras no meio da década de 90. Destaco “Season Of Love” (4HIM), “The First Noel” (Bebe & Cece) e “Hark! The Herald Angels Sing” (Point Of Grace).

Esse disco me faz lembrar minha mãe. Eu gosto de todos os discos de Natal da Amy Grant, mas esse foi o que marcou mais. A voz dela é tão linda, tão sutil e tão familiar. Isso acrescenta muito às interpretações dela, inclusive na primeira faixa, “Have Yourself A Merry Little Christmas,” “Grown-Up Christmas List,” (uma das minhas prediletas) e a original “Breath Of Heaven.” Uma curiosidade: os vocais desse disco foram gravados pela turma do saudoso First Call!

Esse disco é um dos mais clássicos de Natal! A beleza da voz da Karen Carpenter é indiscutível, e eu amo a interpretação dela na “The Christmas Song,” sem falar nos arranjos e produção do Richard Carpenter no disco todo. Vale a pena investir nesse disco. Vai por mim.

Esse é curtinho. Só 5 musiquinhas, mas é muito bom, especialmente “Grown-Up Christmas List.”

Já gosto desse disco por causa da capa. Eu curto muito o estilo do MercyMe, especialmente a voz do Bart Millard. As originais “Gloria” e “Joseph’s Lullaby” são excelentes, e eu amo a regravação de “Christmas Time Is Here” do “A Charlie Brown Christmas”.

Uma das descobertas mais recentes. Eu gosto de tudo que o Anthony Evans faz, e o disco de Natal dele é muito bom, especialmente “This Christmas,” “Immanuel” e o medley “O Come All Ye Faithful/The First Noel.” Que voz é essa?

E claro que pra mim, Natal não seria Natal sem os discos de Natal do Point Of Grace. Quem me conhece sabe que eu sou fã delas, e amo todos os discos de Natal. Do A Christmas Story, “Emmanuel, God With Us,” “Light Of The World” e “Santa Claus Is Comin’ To Town.” Do Winter Wonderland, “Let There Be Light,” “In The First Light” e “All Is Well.” Do Home For The Holidays, “Labor Of Love,” “Candy Cane Lane” e “Not So Silent Night.”

E você? Qual é o seu disco predileto de Natal?