#62 – Natal…

Quem acompanha meu blog desde seu início, e quem leu, há um ano, a enxurrada de posts de cunho natalino, sabe que eu amo o Natal.

Sempre dei muito valor ao Natal. Sempre vivi muito intensamente as músicas e os preparativos e a ansiedade de rever primos e tios e avós e de estarmos juntos, em família.

E desde que me entendo por gente, sempre estivemos em família. Se eu for parar pra pensar, esse ano não foi diferente.

Só que eu não consegui entrar direito no clima. Já sabia que não iria pra casa da minha mãe. Já sabia que não a teria por perto esse ano. Já sabia que seria diferente. E não consegui entrar no clima. E foi duro. Foi duro falar com minha mãe no Skype e ver a casa toda arrumada, com a árvore montada. Foi duro receber um telefonema da tia Sonete, que também mora fora do Brasil e que também estava com a casa cheia.

E hoje, pensando nisso tudo, me dei conta de que não estava acostumado a ter um Natal que não fosse uma “super produção”. Pra minha família, com tantos artistas, com tantas idéias maravilhosas, isso não é difícil. Mas esse ano foi simples. Discreto. Só meus tios, meus avós, meu irmão e eu. Sem muita festa. Sem amigo secreto. Sem muitos presentes…e foi ótimo. Não foi do jeito que eu imaginava, ou do jeito que eu queria, mas foi ótimo.

E eu fiquei pensando…o nascimento de Jesus não foi uma super produção. Nascer em um berço de palha dentro de um estábulo que, com certeza não estava limpo, não é minha idéia de super produção. Mas Ele veio mesmo assim, sem muitos presentes. O presente que Ele trouxe foi Ele mesmo. E nEle a gente encontra paz, graça, contentamento, amor e esperança.

Ele é maravilhoso. Ele sempre dá um jeito de compensar aquilo que está faltando, seja com parentes que moram perto, seja com amigos que abrem suas casas para me receber, seja com oportunidades de viajar e conhecer novos lugares. O Natal esse ano não foi do jeito que eu queria que fosse, mas ficou claro pra mim que Deus está sempre me amparando.

E eu não mereço, mas agradeço.

“Eu disse a Deus, o Senhor: ‘Tu és o meu Senhor; tudo o que tenho de bom vem de Ti.'” (Sl 16.2)

Anúncios

3 comentários

  1. Muito interessante este post… Curti.
    Minha opinião e conclusão: por mais simples que seja o Natal que você passe e independentemente de com quem você passe, Deus está e sempre estará nos compensando… E nos proporcionando um FELIZ NATAL!
    Grande abraço! And… HAPPY NEW YEAR!

  2. Legal, Marcel!
    Com certeza o Senhor está contigo, com ou sem “super produção” e com Ele vc nunca está sozinho!
    Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s