#36 – I’m Lovin’ It

Mais um causo pra coleção.

Estava eu em São Paulo para uma consulta essa semana, e resolvi almoçar no McDonald’s. Ir ao McDonald’s pra mim é um momento raro, porque na grande megalópole de Artur Nogueira, não há nenhuma cadeia dessas de fast food. Tenho que recorrer ao Pilequinho, ao Ponto do Açaí ou à Padaria Ipê quando quero comer algo diferente do meu miojo ou pão com ovo. Eu saí da estação do metrô Ana Rosa e dei de cara com um McDonald’s na Rua Domingos de Moraes. Pensei comigo mesmo, “É pra lá que eu vou.” Já sentia o gostinho do meu amado McChicken ao esperar na fila.

Fala aí se não te deu vontade.

Ao me sentar, me lembrei de um episódio em outro McDonald’s, dessa vez em Limeira, há uns 7 anos, mais ou menos. Eu havia ido a um show do Raiz Coral em Limeira com a Joyce, o Elivelto e a Thanise. Após o show, estávamos exaustos e mortos de fome (que exagero!), então fomos ao McDonald’s para jantar. A hora já estava avançada, e nós fomos os últimos clientes atendidos. Pegamos nossa comida, jantamos com muito gosto, e voltamos ao balcão do caixa para pedirmos um doce. A Joyce viu que havia um Cheddar McMelt ali dando sopa. Destemida, ela virou pro coitado do atendente no caixa e lhe disse: “Moço, eu DUVIDO que você ainda venda esse Cheddar pra alguém hoje à noite.”

O moço fez uma cara de quem tava querendo pegar o Cheddar pra ele, mas não falou nada. A Joyce continuou: “Se nós cantarmos pra você, você nos dá o Cheddar?”

O moço pensou um pouco e concordou. Lá fomos eu, Joyce e Thanise improvisar um trio da famosa música do Big Mac:

Dois hambúrgueres, alface, queijo, molho especial
Cebola e picles num pão com gergelim
É o Big Mac!

E assim, dividimos um Cheddar em três. Viva a pobreza! Viva a fome! Viva a música! Viva a amizade!

Sugiro que você tente fazer isso em algum McDonald’s. Fale que fui eu quem mandei. Só pra ver a reação deles.

Anúncios

4 comentários

  1. Duvido q até pobre n quisesse fazer isso um dia!

    poxa vida! isso é demais, esse desestresse de gente grande com amigos, fast food e travessuras é megaengraçado e bom, acho q como toda criança precisa de infância, nós pessoas grandes também precisamos de momentos como esse. E sem falar q por comida a gente a gente desperta a loucuras kkkk

  2. noooossa! me acabei de rir aqui. que coisa hilária! a joyce é tão “doida” (no bom sentido da palavra) assim, é? que massa! deve ter sido muito engraçado. provavelmente vocês comeram o cheddar com muito gosto, hein? é um dos meus preferidos =9

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s