#9 – EUA Parte Dois – Sight & Sound

Estou na casa da minha mãe, aqui na Virginia há quatro dias. Estou acompanhado de Riane, Edison e Toddynho, meus companheiros de viagem. Temos feito compras, assistimos aos fogos na comemoração da independencia dos Estados Unidos no dia 4 de julho, fizemos mais compras e comemos bastante. Hoje, tivemos a grata oportunidade de visitar o teatro Sight & Sound. O ministério Sight & Sound teve início em 1975, e hoje é descrito como “a Broadway cristã”, entre outros comentários. Basicamente, trata-se de uma espécie de teatro que dá vida à várias histórias da Bíblia. Tiramos o dia pra curtir o teatro, que fica localizado em Strasburg, Pennsylvania. Fizemos o “Behind-The-Scenes Tour,” que mostra os bastidores das produções, e devo dizer que a infraestrutura deles é impressionante. Depois disso, assistimos a uma peça que fala sobre os Salmos de Davi. A primeira parte focou mais no salmista, e a segunda focou mais nos hinos e composições depois de Cristo. Uma das partes mais emocionantes pra mim foi quando falaram de Fanny J. Crosby, uma das mais conhecidas compositoras de hinos sacros de toda a história. Ela perdeu a visão com seis semanas de vida, e mesmo assim, não se deixava abalar por causa disso. Ela compôs centenas de hinos, como “Bendita Segurança”, entre outros, e uma vez disse que “quando chegar ao Céu, o primeiro rosto que alegrará minha visão será o do meu Salvador!” Me emocionei com tanta esperança e tanta fé. Depois disso, fomos assistir ao musical Joseph, que fala sobre a vida de José. É tudo impressionante — a produção, o palco, os cenários, a iluminação, os animais, o audio, os atores, os cantores. Mesmo assim, o que mais me impressionou foi a história. Eu já conhecia a história, mas uma coisa é ler na Bíblia. Outra coisa é assistir a história cantada e falada. Eu sempre fico impressionado com a história de José. Ele foi uma pessoa íntegra, pura, que seguia os caminhos de Deus, e que sofreu na mão de seus irmãos, foi colocado em uma terra estranha, foi preso injustamente por algo que ele não fez, e no meio de tudo isso, ele foi escolhido por Deus para salvar sua família e sua nação de uma terrível escassez de comida. Pelo poder e pela graça de Deus, ele conseguiu perdoar seus irmãos dos males que eles o fizeram, e o reencontro foi emocionante. Lavei minha alma. Infelizmente, não tenho fotos, porque as mesmas não eram permitidas dentro do teatro.

Um adendo: se você que lê este post está na região de Washington, estarei com o Novo Tom na Washington Brazilian Church (BR1) no próximo Sábado 10, às 18:30h. Mais informações no site do Novo Tom.

Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s